Ninguém tirou tanto poder das mãos dos políticos quanto Kelps

Kelps é o deputado que mais criou leis que diminuem os poderes dos políticos no RN.

Nenhum deputado aprovou mais projetos neste sentido do que Kelps.

Um dos projetos arrocha ainda mais o Nepotismo. Aprovado agora no final de 2019, o projeto não permite que mulheres e maridos de governadores e governadoras sejam nomeados para cargos comissionados. Antes de Kelps podia.

Também aprovado no final de 2019, o Ficha Limpa para Cargos Comissionados proíbe que velhos políticos que foram negativados pela justiça e não podem concorrer voltem a atuar na política como cargos comissionados do Estado. Antes de Kelps, isso podia.

Outros projetos de Kelps que tiraram poderes dos políticos foi a Lei de Iniciativa Popular (que permite à população montar um abaixo assinado digital e dar entrada com um projeto de lei na Assembleia mesmo sem a chancela de um deputado). Antes de Kelps isso não podia.

Kelps também é autor do projeto que cria regras para a Transição de Governo. Agora, um governador que perde a eleição precisa cumprir uma lista de regras de transição e, só nesse movimento, fica mais difícil a quem perdeu prejudicar o início do mandato de quem está começando uma nova gestão.

Kelps também proibiu, através de uma lei, a inauguração de obras inacabadas. Antes de Kelps, isso podia.

Antes de Kelps, todo governador novo criava uma marca e um slogan novo para o governo, gerando um desperdício enorme para auto promoção pessoal. Kelps proibiu isso através da lei que encerrou a criação de marcas e slogans de Governo. A única marca agora é a bandeira do Estado.

Kelps tentou criar outras duas leis que arrochavam ainda mais a vida dos políticos. Mas elas foram rejeitadas: fim da residência oficial e voto aberto nos projetos da que são votados pelos deputados na Assembleia.

Comments are closed.