siteKelps Lima nasceu em Natal, em 1972, no bairro do Alecrim. Oriundo de uma família simples mudou o rumo de sua vida através da Educação. Em 2010, ficou na suplência como deputado estadual com 29.956 votos, assumindo o primeiro mandato em dezembro de 2012.

Com apenas um ano e meio de mandato e fazendo uma campanha focada nas redes sociais, Kelps foi reeleito em 2014, com surpreendentes 59.619 votos (o quarto mais votado na eleição).

Kelps é presidente e fundador do partido Solidariedade no Rio Grande do Norte. É o parlamentar que mais aprovou emendas constitucionais na história do Rio Grande do Norte.

É formado em Direito e tem especialização em Gestão Pública, ambos pela UFRN. A principal atividade profissional de Kelps Lima é atuar como advogado.

Kelps sempre teve como maior sonho participar ativamente do processo político de transformação de seu Estado. Após consolidar sua carreira profissional como advogado, resolveu fazer valer sua maior vocação de ser um homem público.

Na área pública, Kelps foi Secretário de Mobilidade Urbana da Prefeitura do Natal e Secretário Extraordinário no município de São Gonçalo do Amarante, onde foi o responsável pela elaboração do Plano Municipal de Transporte.

Como secretário de Mobilidade Urbana, entre janeiro de 2009 e março de 2010, Kelps Lima criou o Projeto Via Livre, que foi eleito, em 2009, o melhor projeto de mobilidade urbana do Brasil em concurso realizado pela Câmara dos Deputados, em Brasília. Foi também nesse período que criou o Projeto Passe Livre, onde o passageiro pode fazer duas viagens de ônibus pagando apenas uma passagem.

O projeto Via Livre foi o marco de uma nova forma do município de Natal encarar o problema de trânsito e transporte público, reunindo
esses dois aspectos da vida social num único conceito, o de mobilidade – equilibrando interesses coletivos de pedestres, carros particulares, ciclistas, caminhões, taxis, ônibus.

Profissional dedicado, estudioso sobre Gestão Pública e sem amarras ou dependência com os grupos políticos tradicionais do Estado, Kelps pôde, no exercício de mandato, trazer para o debate da Assembléia temas modernos e quase nunca debatidos pela população.

A defesa da discussão em torno da modernização e profissionalização da gestão pública é o principal tema do mandato de Kelps. Assuntos nunca trazidos ao público pelos políticos como: políticas de tecnologia de informação, logística, modernização do sistema de compras, impessoalidade, estabelecimento de índices de desempenho e meritocracia, deixam claro a busca pela modernização na forma de fazer política e de gerir a máquina pública.

No seu primeiro mandato, Kelps se tornou o deputado com maior número de projetos moralizadores da Assembléia Legislativa, é vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça e líder do bloco de partidos formado pelo Solidariedade, PT e PC do B.

Tão logo iniciou sua trajetória parlamentar, apresentou projetos inovadores, entre os quais podemos destacar:

a) Projeto de Lei que regulamenta o uso da verba publicitária, proibindo a divulgação de obras de Governo com dinheiro público. A verba só poderá ser usada em campanhas educativas, de informações de utilidade pública, para divulgar o turismo do RN, publicação de editais e campanhas para arrecadação de impostos;

b) Emenda à Constituição que extingue o uso de marcas e slogans a cada novo Governo. A partir de janeiro de 2015 somente o brasão do Estado poderá ser usado como símbolo na publicidade oficial. Pela Emenda ainda fica proibido a fixação de fotos de Chefe de Poder em prédios públicos, somente nas galerias de ex-gestores (APROVADO);

c) Emenda a Constituição que extingue a Residência Oficial de Governador do RN. Pelo projeto o Governador tem de custear as despesas de sua casa como qualquer outro trabalhador do Estado, com seu próprio salário.

d) Emenda a Constituição que coloca o Princípio da Eficiência Administrativa como preceito constitucional (APROVADO);

e) Projeto de Lei que proíbe que Gestores Públicos inaugurem obras inacabadas e ainda proíbe contratação de show artísticos para inaugurações. Uma obra só pode se inaugurada após estar funcionando há, pelo menos, 15 dias;

f) Emenda à Constituição que permite à população apresentar projetos na Assembléia Legislativa através de coleta de assinaturas da população;

g) Emenda a Constituição que altera 38 artigos da Constituição do RN. 25% do atual texto da nossa Carta Magna está inválido, pois os deputados não fizeram a atualização com a Constituição Federal. O maior exemplo é o fato de nossa constituição ainda prever que Governador não pode ser reeleito.

h) Projeto de Lei que regulamenta a ocupação de cargos comissionados. Pelo projeto só poderá ocupar cargos comissionados quem tiver ficha limpa. Prevê ainda que 50% dos cargos serão ocupados por servidores de carreira lotados há pelo menos 5 anos no próprio órgão e com currículo compatível com a função.

i) Projeto de Lei que regulamenta as regras para transição de Governo. O projeto determina regras para apresentação de documentos, extratos bancários, convênios, entre outros do atual Governo para o que foi eleito. Isso visa diminuir o tempo de adaptação da nova equipe governamental e agilizar implementação das políticas públicas que o novo Governador quer utilizar. Além de deixar claro para população a situação financeira que se encontra o Estado.

Em 2013, Kelps Lima se filiou e assumiu a Presidência do partido SOLIDARIEDADE no Rio Grande do Norte.

Páginas da Web:

http://kelpslima.com.br
https://www.facebook.com/kelpslima
https://twitter.com/kelpslima
https://instagram.com/kelpslima